sábado, 7 de abril de 2012

Jesus e Pedro: O Ré-Encontro.




 "Aquele discípulo que Jesus amava disse então a Pedro: "É o Senhor!". Simão Pedro, ouvindo dizer "É o Senhor!", vestiu sua roupa - porque estava nu - e atirou-se ao mar (...) depois de comerem, Jesus disse a Simão Pedro: "Simão, filho de João, Tu me Amas?" (Jo 21.7-15).


Longos dias.

Os dias para Pedro, desde o dia em que ele havia negado a Jesus, tornaram-se bastante longos.
Choro.
Tristeza.
Angustia.
Arrependimento.
...parece ser sentimentos demais para pousarem em um só coração, mas o de Pedro estava provavelmente assim.

...um coração quando trai, não tem sossego.

Jesus foi crucificado e Pedro, provavelmente não estava lá.
Será que ele apareceu para o sepultamento?
Será que ele aguentaria olhar para Jesus e não falar com ele sobre o acontecido?
Será que a vergonha o deixaria ir?

Para Pedro, o sábado foi o mais longo de sua vida.
O sono não chegava.
As lembranças gritavam em sua mente.
As lágrimas avizinhavam-se como companhia indesejável, mas não havia muito o que fazer com elas, a não ser, deixá-las cair.

...lágrima retida, doi.

Pedro queria reencontrar Jesus e conversa sobre algo que ele não tinha nem um resquício de orgulho. Pedro queria conversar sobre aquele dia em que o havia negado.

Será que ele apareceria novamente?

Um cochilo...
As pálpebras lentamente vão se fechando.
...o sábado já estava indo embora.

De repente batem na porta.
...é uma mulher cujo rosto estava pintado de espanto.
"Eu vi o Senhor!". Disse a mulher com lábios trêmulos.

Pedro, de um salto fica em pé e seus olhos brilham.
...não espera muito e corre até o sepulcro e um outro discipulo vai com ele. O discipulo que o acompanhava chegou primeiro, mas não entrou. Pedro chegou logo atrás e entrou ainda ofegant